30 nov

I Simpósio Multiprofissional de Transplante Renal do Sul do Pará

I Simpósio Multiprofissional de Transplante Renal do Sul do Pará

Aconteceu nos dias 28 e 29 de novembro de 2017, o “I Simpósio Multiprofissional de Transplante Renal do Sul do Pará”, com tema: “5 anos do Primeiro Centro Transplantador do Interior da Amazônia Legal: do sonho ao Trabalho (50 transplantes renais realizados)”. O evento foi uma parceria entre a Faculdade de Ensino Superior da Amazônia Reunida (FESAR) e  Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA) gerida pelo Instituto de Saúde Santa Maria (IDESMA), realizado no auditório da Escola Tancredo Neves em Redenção – Pará.

Dentre os objetivos do evento destacamos a promoção do debate entre a equipe multiprofissional: médicos, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos, biomédicos e nutricionistas, levantando os desafios e dificuldades enfrentadas para conseguir concretizar os 50 transplantes no interior da Amazônia na cidade de Redenção – Pará.

Os principais desafios encontrados nesse período, sem dúvida alguma os que se destacaram foram a logística desfavorável pela distância dos grandes centros urbanos e a lotação atual do HRPA limitando o aumento do número de transplantes renais.

Além disso, esse encontro serviu para identificar as melhorias necessárias para a continuação e desenvolvimento da saúde pública na região, como a necessidade urgente de aeroporto com vôos de carreira e, também equipar e aparelhar o Hemopa de Redenção para a realização de exames de imunogenética na cidade de Redenção, para promover o transplante com doador Falecido. O evento destacou para as autoridades locais a capacidade subutilizada da equipe de Transplante Renal do HRPA no que tange ao número de transplantes, tendo capacidade hoje para realizar ao menos 12 transplantes renais intervivos ao ano, sendo necessária a ampliação/criação de enfermaria específica para transplante no HRPA.

O Simpósio finalizou com agradecimentos a inovação, ousadia e visão do Governo do Estado do Pará em acreditar que era possível trazer os princípios do SUS de universalidade, equidade e integralidade para esta população paraense distante de aproximadamente 900km da capital Paraense, mostrando o comprometimento e preocupação em atender a todos, mesmo com as dimensões continentais desse nosso estado.

Compartilhar

Leave a reply